O ensinamento de Pier Giorgio aos jovens.

“Pier Giorgio foi um jovem que entendeu o significado do que é ter um coração misericordioso, sensível aos mais necessitados – disse o Papa. À eles dava muito mais do que coisas materiais: dava a si mesmo, dedicada tempo, palavras, capacidade de escuta. Servia os pobres com grande discrição, nunca mostrando-se”. Também os predecessores de Bergoglio sempre demonstraram admiração por este Beato. Em maio de 2010, ao encontrar jovens em Turim, cidade natal de Frassati, Bento XVI disse: “Tenham a coragem de escolher o que é essencial na vida” e citava uma frase típica do Beato: “”Viver e não simplesmente ir vivendo”!”, definindo-o como um jovem fascinado pela beleza do Evangelho das Bem-aventuranças”.

Exemplo de “revolução da caridade” que acende a esperança nos corações

João Paulo II, que beatificou Frassati em 1990,  também colocava-se na mesma linha. Em 2001, de fato, ao encontrar os jovens da Diocese de Roma, disse-lhes: “Que vos ajudem os tantos coetâneos dos quais a Igreja reconheceu a plena fidelidade ao Evangelho e indica como exemplos a serem seguidos, intercessores a serem invocados. Entre estes, gostaria de recordar o Beato Pier Giorgio Frassati. Procurem conhecê-lo! A sua existência como um jovem “normal”, demonstra que é possível ser Santos vivendo intensamente a amizade, o estudo, o serviço aos pobres, em uma relação constante com Deus”. A sobrinha de Frassati, Wanda Gawronska, afirma por sua vez: “A santidade é possível para todos e somente a revolução da caridade pode acender no coração dos homens a esperança de um futuro melhor”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
= 5 + 8